COMO TER UM GUARDA-ROUPA SUSTENTÁVEL

Quer uma dica de moda para 2019 e 2020? Seja um consumidor consciente! Seu bolso agradece, seu guarda-roupa agradece. Quem está te falando isso sou eu, comunicadora há 17 anos e consultora de estilo há cinco. Eu sei o que a publicidade quer – te influenciar, para ser eufemística – e eu sei como podemos ser felizes e estilosos com NOSSAS PRÓPRIAS ESCOLHAS.

Está chegando a Black Friday, uma daquelas datas que te estimulam a gastar o que não tem ou não precisa. Esse é um dos maiores erros nesses tempos de sustentabilidade e responsabilidade social. Nosso planeta não comporta mais exploração nem descarte de materiais. Nossas pessoas precisam olhar mais para si, valorizar o humano. O estilo pessoal é maior que a moda e você pode ter roupas bonitas, de qualidade, que te representam, sem ter um guarda-roupa abarrotado ou cheio de peças que não te servem (para seu gosto e seu corpo). Então, sem ter um critério rígido estilo Esquadrão da Moda, mas usando bom senso e informação, vamos para dicas de moda que importam: como ter um guarda-roupa sustentável!

1. Conheça seu estilo!
Estamos na era do autoconhecimento. Nunca se falou tanto disso e não á toa. O indivíduo conta na era do consumo massificado. Você pode e deve conhecer seus gostos, analisar sua rotina, identificar o que quer comunicar. A partir disso, terá mais clareza sobre seu estilo. Dicas de moda e tendência são ótimas, refrescam o olhar, mas você tem que ter um filtro: o que serve para mim?

2. Informe-se!
Um guarda-roupa sustentável deve estar recheado de informação. Ou seja, você tem que saber a história de cada peça de roupa ali dentro: quem a produziu, como, onde, qual tecido é feita, como cuidar dela. A gente tem que saber o que tem e para que isso vai nos servir. Comprar com assertividade e tentar sempre privilegiar marcas que preservam o meio-ambiente, valorizam o trabalho humano e entregam produtos de qualidade.

3. Experimente os brechós
Temos que evitar o descarte. Quanto mais uma roupa durar com a gente ou circulando e sendo usada por alguém, melhor. Compre de brechós! Segundo o relatório “A new textiles economy: Redesigning fashion’s future”, feito pela MacArthur Foundation, com o apoio da estilista Stella McCartney, a cada segundo, o equivalente a um caminhão de lixo cheio de sobras de tecido é queimado ou descartado em aterros sanitários. Por ano, 500 bilhões de dólares são jogados fora com roupas que foram pouquíssimo usadas.

4. Monte um guarda-roupa atemporal
A qualidade das roupas é fundamental, mas se você quer uma dica de moda que vale ouro mesmo, pega essa: escolha peças atemporais. São aquelas roupas que ultrapassaram a fronteira das tendências de moda e conseguiram seus lugares em todas as coleções, seja qual for a estação do ano. As que chamamos de coringas, básicas ou clássicas. Essas peças atemporais ajudam a ter um guarda-roupa inteligente porque permitem combinações diversas (em estilo variados) e nuca “saem de moda”. Essas peças valem o investimento em promoções e liquidações, por exemplo. Mas, comprando o que você gosta, precisa e não tem.

5. Cuide das suas roupas

Valorize o que você tem. Ao saber gastar, você vai aprender a valorizar. Não é difícil imaginar que um vestido em promoção por R$ 15 deve ter sido feito com o prejuízo de algo: do salário de alguém ou em detrimento do meio-ambiente. Tem marcas, como a Catarina Mina, que abrem o custo de seus produtos.

Por isso, aprenda a cuidar das suas roupas e acessórios. Dicas de lavagem, secagem, passar… são dicas de moda importantes.

6. Aprenda a variar seus looks!
Se você já tiver feito sua autoanálise e identificado seu estilo pessoal, usar a criatividade vai ser divertido e fácil. Ferramentas que te ajudam nisso são os painéis do Pinterest e os posts salvos no Instagram, onde você pode ir montando pastas de inspiração. Siga pessoas que tragam informação em de moda, como eu! Uma consultora de estilo! Saber aproveitar as próprias roupas traz empoderamento, faz seu guarda-roupa ser único e inteligente. Dica de ouro essa!

7. Repense como você gasta o seu dinheiro.
Comprar menos e com mais assertividade é fundamental. Compre com estratégia, pensando e não por impulso. Essa dica é mais do que uma dica, é um ensinamento, um treinamento, algo que vou passando ao longo de toda a consultoria para as minhas clientes.

Invista em uma consultoria de estilo: aprender a se relacionar com a sua imagem, entender que roupas são ferramentas de comunicação, que seu visual te conecta com o mundo são fundamentais. Com esses conceitos evidentes, o estilo pessoal sobressai, brilha, passa a fazer parte da pessoa, tal como sua personalidade. Com isso, comprar roupas se torna um novo hábito, algo feito com prazer e responsabilidade. E não com impulso e sofrimento

Black Friday 2019: vamos ser consumidores conscientes?

Algumas pessoas imaginam que quando falamos em ser um consumidor consciente estamos falando, única e exclusivamente, sobre comprar produtos taxados como eco-friendly ou “sustentáveis”. Porém, o consumo consciente não é necessariamente sobre escolher um produto amigo do meio-ambiente, mas sim sobre ser consciente do que se está comprando. E saber fazer escolhas. Nessa Black Friday 2019 te convido a refletir qual o verdadeiro valor do seu dinheiro e quando vale investir em um desconto ou promoção.

Quando compramos qualquer produto, estamos interessados em sua funcionalidade, preço, qualidade. Todos esses critérios são importantes e estão corretos, mas, hoje, precisamos também nos perguntar qual a origem dele, como ele foi feito e como será feito seu descarte. Isso vale também para a moda.

Ser um consumidor consciente de moda vai te ajudar a ter um guarda-roupas mais inteligente, que funcione melhor para você, customizado para o seu estilo, que dure mais e que tenha um melhor custo-benefício.
Nós tendemos a comprar roupas sem saber de onde elas vieram, quem as fabricou e em quais condições. Às vezes, nem mesmo sabemos do que ela é composta – algodão, poliéster, lã? E como e sobre quais condições essas fibras foram produzidas? Muitos de nós não faz ideia que as peças produzidas têm uma etiqueta de composição, imagine então pensar no processo de produção da fibra.

Informação é poder e vale mais do que muitas dicas de moda feminina. Estamos em 2019 e a evolução tecnológica e social é imensa, porém nosso poder consumidor é maior do que os recursos do planeta. Além disso, para toda produção de moda existe um trabalho humano, que muitas vezes, não é bem recompensado. Temos uma responsabilidade social como consumidores.

Você sabia que para o modelo do fast-fashion se sustentar, a produção de roupas dobrou nos últimos 15 anos, ao passo que, o número médio de vezes que cada peça é utilizada diminuiu 36%? Vale ressaltar que a fabricação dessas peças é um processo muito custoso ambientalmente. Uma camisa de algodão, por exemplo, exige o consumo de 2.700 litros de água, de acordo com a consultoria Quantis.

O poder de escolha é um poder de decisão. Ao comprar uma blusinha que custa R$ 15 numa promoção é importante que você tenha ideia de quanto custa fabricar essa peça. Também é importante que você saiba quanto ela vai durar no seu guarda-roupa. Isso significa: 1. Se a qualidade do produto é boa 2. Se o estilo dela bate com o seu e não é uma moda passageira. Quanto mais esses dois quesitos forem fortes, mais você contribui para o planeta e para o seu bolso.

“Ah, mas roupa que dura muito no meu guarda-roupa enjoa”. Amore, peças que têm o seu estilo, são atemporais (ou seja, não dependem da última tendência) são aquelas que valem o investimento. Então, assim, nessa Black Friday pense em duas coisas. Ou melhor, três: 1. que tal investir em conhecer melhor seu estilo ou invés de comprar? 2. procure saber a origem das roupas que deseja; 3. se for mesmo comprar, invista no que tem qualidade, tem seu estilo e é atemporal (básico, clássico e resistiria às dicas de moda do Esquadrão da Moda).

Essas são orientações básicas que dou aos meus clientes de consultoria de estilo e comunicação. Empresas ou indivíduos, não podemos mais ignorar nosso papel na construção de uma sociedade mais justa e sustentável. Quer saber mais? Me escreva: camilarochaestilo@gmail.com ou entre em contato.

Para todo amor de mãe

Mãe, um ser tão poderoso, tão cheio de significados. Mãe terra, mãe lua, mãe natureza. A que concebe, que nutre, que cuida.

Não importa se veio do ventre, do coração, da convivência ou da escolha. O amor por si só já carrega algo de maternal. Se você ama, você sabe. Não importa a plenitude, a convenção, o padecimento ou a força freudiana.

Na foto abaixo, algumas das minhas clientes que são mamães. Aprendo com elas assim como ensino. Obrigada por compartilharem suas fotos! No destaque, sou eu e minha mãe.

Por isso, nesse mês de maio, decidi fazer uma promoção que é uma mãe. Mas, não é só para elas. É para todo mundo.
Nada mais justo do que presentear-se com autocuidado ou promover o autocuidado para aquelx que cuida de você.
Para qualquer serviço: 15% de desconto.

Se duas pessoas comprarem o mesmo serviço, cada uma ganha 25% de desconto!
Os descontos valem mesmo no parcelamento e a promoção é válida até dia 19/05/2019.

SERVIÇOS

CONSULTORIA DE ESTILO ONLINE
A consultoria online é uma metodologia desenvolvida com a ideia de ser uma superaula sobre os elementos do vestir que traduzem a sua personalidade e a sua vida atual para que você administre um guarda-roupa coerente, conciso e muito versátil, com os tecidos, caimentos e detalhes que melhor vestem a sua silhueta, nas cores que te fazem se sentir exatamente como você quer!
O trabalho se desenvolve pelo e-mail, pelo Skype/pelo Facetime e pelo Pinterest e a cliente tem papel ativo no processo.
Investimento: R$ 2.000,00 EM ATÉ 4x

COLORAÇÃO PESSOAL
A Coloração Pessoal é uma das ferramentas da consultoria de estilo que ajuda muito a fazer o brilho de cada cliente emanar, identificando qual é sua coloração pessoal para, a partir disso, definir uma cartela personalizada. Porém, por si só já é uma técnica que ajuda muito na comunicação visual. Isso porque, a análise de coloração pessoal identifica os tons naturais da pessoa e assim a consultora consegue identificar qual cartela de cores mais harmoniza com sua pele, olhos, sobrancelha e lábios. Com isso, é possível saber quais cores de roupas, maquiagens, tinturas de cabelo lhe caem melhor.
Com as cores ideias, a pessoa fica com mais viço da pele, olheiras amenizadas, olhos destacados. A ideia é encontrar cores que emolduram seus tons naturais.
Investimento: R$ 400 EM ATÉ 5X

CONSULTORIA DE ESTILO COMPLETA
A consultoria de estilo pessoal reconhece e sente os valores e escolhas dos clientes, sem julgamentos, nem imposições, para traduzir coerentemente seu modo de vida em expressão visual. Para isso, trabalha por meio das roupas e do visual, considerando também pontos como corte de cabelo, sobrancelha, maquiagem ou barba. As roupas são nossa segunda pele, podem se comunicar conosco e com o mundo. São o cartaz que mostra a todos quem somos e o que queremos. São códigos que transmitem mensagens. Mas, acima de tudo, que carregamos muito próximos a nosso ‘eu’. A consultoria de estilo pessoal, portanto, analisa e trabalha o autoconhecimento para que a expressão visual esteja de acordo com as prioridades de vida e de alma de cada um.

Como funciona?
Por meio de técnicas de empoderamento, a consultoria é conduzida com etapas de análise e etapas práticas. Primeiro, junto ao cliente, identifico suas vontades e prioridades para encontrar sua identidade visual. Na sequência, acontecem fases práticas que exercitam a forma de vestir e a relação com as roupas. Dessa forma, chega-se a uma expressão visual alinhada ao estilo pessoal, que fará parte de sua vida. São seis encontros e cinco etapas. Primeiro podemos marcar um café para definir seus objetivos (primeiro encontro) e então passamos a nos encontrar para colocar em andamento a consultoria. Sempre vou até você. A única etapa que será proposta em local pensado por mim é a de lojas.

Investimento:
Valor de cada etapa, que pode ser feita isoladamente, conforme a necessidade ou vontade do cliente: R$ 790 com desconto de 10% à vista ou parcelado em cinco vezes sem juros.
Valor da consultoria completa (você ganha a análise de coloração pessoal) de R$ 3.200 – com 10% de desconto à vista ou parcelado em até 12 vezes sem juros

5 dicas para comprar roupas na Black Friday

A Black Friday, dia em que o comércio nos EUA faz grandes ofertas e que já foi amplamente adotado no Brasil, está chegando (vai ser dia 23/11)! E todo mundo fica ansioso para fazer um bom negócio.

Pode ser uma ótima oportunidade para dar aquele UP no estilo ou se endividar sem necessidade. Quer fugir de cilada? Vem comigo!

1. A primeira dica, sem dúvida é: não compre por impulso! Todo e qualquer gasto hoje em dia tem que ser consciente e planejado!

2. Avalie o que você precisa: aproveite para dar aquela revitalizada no guarda-roupa antes da Black Friday. Separe o que você não tem usado para doar e analise porque não usou (se for peça que comprou e usou pouco, pense o motivo para não repetir o erro da compra). Veja o que já está muito velhinho e pode ser reposto. Não precisa renovar o armário inteiro, mas o blazer de trabalhar todo dia pode ser uma excelente aquisição caso o seu esteja desbotado.


3. Pesquise antes! Faça uma lista dos itens que têm interesse e pesquise antes da Black Friday chegar. Veja preços, cheque as políticas e condições de entrega e devoluções das lojas, cheque a integridade e segurança em sites como Procon e Reclame aqui. Não compre nada que seja difícil trocar ou devolver.

4. Desconfie de ofertas fora do comum! Desconfie sempre que achar uma oferta boa demais para ser verdade. Em alguns casos, criminosos geram banners e páginas falsas de grandes empresas confiáveis. A melhor maneira de se certificar da veracidade nesses casos é entrando em contato com as lojas por e-mail, chat ou telefone. Não hesite antes de tirar suas dúvidas.

5. Pensou e decidiu que precisa de algo no armário? Invista em marcas que tem peças de qualidade. Não adianta pagar superpouco por um item que não vai durar nada! Como saber se as peças são de qualidade? Compre em marcas que você já conhece.

Bom, a uma dica bônus: muitas lojas estendem as promoções por mais tempo, já que a Black Friday é um incentivo para que os consumidores iniciem as compras do Natal. Quer aproveitar de verdade? Que tal contar com ajuda profissional? Você pode definir uma identidade visual, descobrir as cores que mais combinam com você, fazer uma revitalização do guarda-roupas para saber o que realmente precisa… e assim, adquirir peças que vão realmente te servir – para o corpo, para a vida e para sua personalidade! Entre em contato clicando aqui que eu te explico tudo!

Direto da passarela: como usar cores neutras

As semanas de moda estão a todo vapor no exterior. Já tivemos os desfiles em Nova York e Londres, a temporada primavera-verão 2019 na capital inglesa foi a mais recente e nesta semana começaram as apresentações dos estilistas em Milão. O mês termina com a semana de moda de Paris.

Tem muita coisa interessante que podemos observar nestas semanas. Além dos trabalho artístico de muitos profissionais, podemos ver na passarela algumas interpretações de como as pessoas estão se expressando nas ruas, pois as marcas estão se aproximando dos clientes e tentando captar o Zeigeist (termo alemão cuja tradução significa espírito da época, espírito do tempo ou sinal dos tempos).

Das marcas que já desfilaram, a que mais me chamou a atenção e que acho que pode ser útil a você, meu cliente que está sempre ligado no Zeigeist e quer praticidade, foi a Burberry. Marca inglesa fundada em 1856, foi lá que inventaram uma das peças mais icônicas da indumentária humana, o trench coat. Para este desfile, anunciaram a chegada de um novo estilista, Riccardo Tisci, designer italiano, que esteve à frente da Givenchy por 12 anos. Sua chegada à casa de moda inglesa foi cercada de burburinho. O mais importante, foi o anúncio de que a Burberry não vai mais queimar os estoques não vendidos (US$ 38 milhões em produtos foram incinerados em 2018 para evitar contrabando e falsificação, segundo a empresa).

Considerada uma surpresa, a vinda de Tisci foi uma realização do novo CEO da Burberry, Marco Gobbetti. Os dois já haviam trabalhado juntos na Givenchy. A decisão foi bem recebida no mercado: as ações da Burberry subiram 4% logo após a divulgação da notícia.

Bom, vamos falar agora do desfile de estreia de Tisci (que apresentou 138 looks masculinos e femininos). O experiente estilista soube fazer um trabalho autoral que não tirou o DNA da marca: clássico. Deu seu toque de contemporaneidade, mas soube preservar a elegância e a tradição que a Burberry carrega. Trouxe as cores de seu icônico xadrez – bege, vermelho, branco e preto – valorizadas e combinadas entre si de forma maestral. Também combinou estampas clássicas como animal print e poá. É aqui que pretendo mostrar para você como podemos tirar lições das passarelas.

Um look monocromático valoriza a cor escolhida para tanto. Se for um neutro como os escolhidos para a coleção da Burberry, a leitura que se tem é de elegância. Isso porque, há pouco ruído visual num look monocromático, há suavidade para o olhar transitar. Da mesma forma, neutros combinados entre si também são elegantes. São cores consideradas básicas, “boas”, que quem te olha provavelmente gosta e se sente confortável. Porém, quando combinadas entre si trazem mais sofisticação, criatividade.

Quanto mais doses de cores escuras, mais imponência e autoridade. Quanto mais doses de cores vibrantes, no caso aqui o vermelho, mais sensualidade, dinamismo, assertividade. Os neutros nos dão muitas formas de estar interessante visualmente e comunicando mensagens distintas. Por isso, quem gosta de ter um guarda-roupa básico não precisa ter monotonia.

E você o que achou desta proposta da Burberry?

Não deixe de interagir comigo. Gosto de trazer temas que interessem aos meus clientes e amigos. Me responda aqui ou em minhas redes sociais Instagram e Facebook (onde sempre trago novidades quentes).

Fotos: divulgação

Coloração pessoal: as cores que mais te favorecem!

Os apelos para que a gente esteja sempre linda, tenha uma pele radiante, uma boca sedutora, um olhar perfeitamente delineado são muitos. São todos externos, da publicidade, do cinema, dos influenciadores (digitais ou as celebridades de sempre mesmo). Queremos seguir padrões alheios.

Mas, já parou para pensar que é possível olhar para si mesmo e encontrar em você a resposta para saber o que mais te favorece? A consultoria de estilo – pelo menos a minha metodologia – é um processo que parte deste princípio, mas neste artigo vou tratar de um assunto específico: as cores que mais valorizam uma pessoa.
Para encontrar os tons ideais de uma cliente, eu uso uma técnica chamada análise de coloração pessoal. Esse método também é conhecido no mercado como colorismo, análise cromática, consultoria de cores e cromatismo – é apenas uma questão de nomenclatura.

E como é feita a análise? Coloco na cliente um avental e uma faixa no cabelo para isolar outras cores que não sejam as do rosto. E com tecidos coloridos, sob luz natural, vou analisando os efeitos de diferentes temperaturas, intensidades e profundidades para, com muita técnica e concentração, avaliar os tons que a cliente possui em seu rosto. Assim, chego na cartela ideal, que será uma grande aliada para escolher peças que destaquem seus tons naturais e também que combinem entre si, uma vez que vai conter cores que se harmonizam umas com as outras. As cores certas nas roupas dão mais viço par a pele, destacam a cor dos olhos, disfarçam olheiras e manchas. A sua cartela também será o guia certeiro para comprar maquiagem que harmonize perfeitamente com seu rosto e escolha tintura que deixe seu cabelo num tom ideal para você. É uma metodologia que enxerga o indivíduo. Veja minhas clientes maquiadas com cores das suas cartelas:

Porém, ninguém é obrigado a ficar preso à cartela da coloração pessoal. O bacana é que, uma vez sabendo do efeito que as cores têm sobre nós, podemos usá-las de forma inteligente. Se eu tenho uma blusa preta que me deixa muito abatida, por exemplo, posso usá-la com um colar em cor que me favoreça, ou fazer uma maquiagem que equilibre e pronto! Além disso, cores têm mensagens e códigos culturais embutidos nelas. Vermelho paixão, azul tranquilidade… não é? E essas informações também contam na consultoria e são consideradas no momento de montar a cartela para o cliente, somadas, É CLARO, ao gosto individual.

Portanto, fazer a análise de coloração pessoal traz um empoderamento incrível, um conhecimento sobre sua própria beleza que abre um mundo de possibilidades!

Como usar meias divertidas!

Vamos começar esse post já fazendo um pequeno disclaimer (explicação). Quando o tempo esfria, qualquer ser humano usa meias se sente frio nos pés ou pernas. Ponto. É só colocar a da sua preferência com a roupa que quiser e sair para a vida. É simples assim, mas também não é. Tanto que eu recebi um pedido (ai que influencer) para fazer esse post. E, desde que comecei a trabalhar como consultora de estilo, já percebi: o que me parece trivial pode não ser para a cliente. O simples para mim não é para você. E você pode querer incrementar algo e eu querer incrementar outra coisa e sua amiga ainda outra.

Então vamos lá: as meias estão ficando mais aparecidas. Isso é coisa de moda? É! Mas, você pode adotar para o seu estilo. As meias sempre estiveram aí e vão continuar. Regras? Não existem regras. Mesmo! Estamos vendo nas ruas, nos desfiles e nos catálogos das marcas muitas maneiras de usar. Mas, eu vou falar de algumas orientações técnicas para que você possa decidir a SUA forma de usar.

Cores iguais ou parecidas alongam e causam menos choque visual. Então, se você quiser dar um toque diferente, porém, menos ousado ou alongar suas pernocas vá de meias, sapatos e partes de baixo nos mesmos tons. Aí, pode usar duas meias juntas, meia soquete por cima de meia-calça. O céu é o limite.

O truque de repetir a cor da parte de cima na meia também ajuda a alongar a figura inteira pois, o interlocutor vai levar o olhar de cima para baixo, fixando uma imagem vertical. Sacou?

Já que você vai investir em uma meinha para esquentar, acho que mostrar que ela foi colocada ali de propósito é uma boa saída para ela realmente pertencer ao look. Por isso, usar uma calça de barra mais curta ou dobrar a barra é uma boa! Sapatos com recortes e gáspea baixa também cumprem esse papel.

As marcas estão ofertando nesse outono-inverno meias soquetes finas com desenhos e texturas. Usá-las com sapatos mais delicados fica estiloso para ambientes mais formais. Que tal usar no look de trabalho?

Para festas e baladas, brilho com brilho não é exagero. Sapatos metalizados com meias de lurex ou veludo molhado ficam bem fashionista e mulherão! Um arraso. E mais uma vez: tom sobre tom ajuda a não encurtar a silhueta. Mas, se quiser brincar com as cores, sandálias de tiras finas ajudam a não ter uma superinterferência sobre a perna.

Meias finas ficam mais harmônicas com sapatos delicados: sapatilhas, sandálias, escarpins, oxfords e botas de salto ou sola fina, de material brilhoso como verniz ou cetim. Meias de algodão ou lã ornam com calçados mais casuais como tênis, oxfords e botas mais pesados, de sola tratorada, de couro opaco. Porém, eu falei lá em cima que não existem regras. Se você quer evidenciar sua personalidade criativa pode inverter tudo isso. As regras valem para quem gosta de um visual mais adequado, mais harmônico visualmente.

Os homens também podem usar meias coloridas. Inclusive tem um estudo de Harvard que diz que colocar um toque de ousadia na roupa de trabalho eleva o status perante os colegas.

Quer ver mais sugestões de looks com meias? Checa meu painel no Pinterest e aproveita para me seguir por lá!

Como escolher looks reaproveitáveis de Natal e Revéillon

As festas de fim de ano estão chegando e os planos para esses eventos começam a se desenhar. Entre eles, algo que aparece no topo da lista são os look das festas. Mesmo com a ajuda do décimo terceiro salário, hoje em dia ninguém quer ter um gasto em uma roupa para ser usada apenas uma vez.

Além disso, a roupa de fim de ano é bastante emblemática, principalmente a do réveillon, e as pessoas muitas vezes acham que não é adequado usá-la em outras ocasiões. Mas isso não é verdade. O branco, antes associado a determinados dress codes (como de médico, noiva ou do réveillon mesmo) virou moda e hoje já está integrado às coleções de todas as marcas.

Então, o que vestir? Devo comprar ou usar algo do armário?

Com as dicas abaixo, é possível identificar se já tem algo no armário que dê conta do recado ou se vai ser necessário comprar. Mas, caso compre algo novo, que sejam peças que possam ser usadas em diversas outras ocasiões.

1. Dê preferência a duas peças: ao escolher uma saia e um top, ou calça (pantacourt, bermuda etc) terá outras várias possibilidades de combinar essas peças separadas em outros looks

2. Opte por básicos: escolha peças sem muita informação visual como estampas, bordados e aplicações. Assim, fica mais fácil transitar com essas peças em diferentes ocasiões, do formal para o informal. Deixe o “trabalho” de dar o tom da festa para os acessórios

look reveillon saia
Você pode produzir seu look de reveillon com saia e blusa e sofisticar ou deixar mais descolado com acessórios.

3. Capriche nos acessórios: em primeiro lugar “estude” qual será o tipo de festa a que vai. Praia? Acessórios de materiais mais orgânicos, como palha, ráfia, madeira e pedras rústicas caem super bem. Festa em família? Acessórios tradicionais como pérolas ou aqueles que façam o seu estilo. Não tem muita regra. Festão de réveillon? Pode aumentar a dose de brilho, subir no salto e usar joias.

look saia dourada
look saia dourada descolada
4. Os metalizados combinam com o clima de Natal, mas podem ser usados no Ano Novo também, depende do seu estilo. Depois, você pode usar as peças no dia a dia, fazendo combinações com jeans, tênis e camiseta para quebrar o glamour.

5. Invista nos tecidos naturais: são aqueles que vem da natureza. São mais nobres, então vão bem em festas mais chiques, mas também não ficam acima do dress code em ocasiões mais informais se a peça for básica. Além disso, permitem que a pele respire, ótimos para o verão brasileiro. São eles a seda, o algodão, o linho.

look calça branca reveillon
6. A calça branca pode ser uma ótima opção para quem quer variar no look de réveillon e ela segue como peça bastante versátil ao longo do ano, principalmente se for de tecido natural, pois o branco não retém calor (estamos em um país tropical, nada como uma calça comprida que não faz a gente passar calor).
look calça branca descolado
Experimente combinar a calça branca com tops coloridos e camiseta! Fica elgante e criativo ao mesmo tempo.

7. Pode apostar no branco sem medo. Depois, basta usá-lo com peças que deem o tom de outras ocasiões, como calça social para o trabalho, ou misturá-lo com outras cores.

look saia branca descolado
A sua saia branca do reveillon pode render looks descolados…
look saia branca escritório
E também mais formais, que vão até para o trabalho!

Se você quiser escolher looks para uma festa especial nesse fim de ano pode contar com uma ajuda profissional: a minha! É legal aproveitar para fazer uma montagem de looks completa (ganhando vários de uma vez) e incluir as produções de Natal e Ano Novo ou montar uma mala de viagem onde vai passar a virada de ano. Outra opção é me contratar para escolher somente o look da festa (podemos comprar ou produzir com o que você já tem) que será ideal para você, na modelagem, caimento, cor e custo. Me escreve para conversarmos sem compromisso clicando aqui ou envia um e-mail para camilarochaestilo@gmail.com!

Um workshop para encontrar seu estilo

E chegamos à segunda edição do workshop Guarda-Roupa Sem Crise! Foi na tarde do sábado, dia 1º de julho, que me reuni com a parceira Juliana Sena e mais seis alunas para passar conhecimento em estilo pessoal e experiências.

WSCamiJu-0966+pqna
Eu e a Ju pensamos nesse formato para proporcionar uma experiência de consultoria de estilo que fosse mais acessível, sem perder a eficácia. Por isso, o modelo workshop, que é mais do que um curso, é uma oficina interativa (daí nasceu o termo em inglês, que significa oficina de trabalho). Também montamos turmas reduzidas e nos unimos em uma dupla, assim é possível dar atenção e realmente discutir as ideias de cada uma durante os exercícios.

WSCamiJu-0998_pqna

WSCamiJu-0995_pqna

Para esta segunda edição, ampliamos a parte prática e, para isso, foi fundamental a parceria da Upper Bag, um e-commerce inovador que manda bags (malinhas) de roupas e acessórios de acordo com o estilo do cliente. Funciona assim: você preenche um cadastro no site, colocando suas informações pessoais e dados de altura e medidas, e também dá dicas de gostos pessoais, hábitos e necessidades. Eles têm uma equipe de personal stylists que entram em contato com você via WhatsApp para pegar detalhes e depois preparam uma malinha com peças com o seu perfil. A malinha chega na sua casa e você pode escolher as peças que quer comprar, sem compromisso. Depois eles retiram o que você não quiser ficar.

Eu conversei com o Alexandre Abrahão, CEO da Upper BAG, sobre a parceria e ele foi muito receptivo desde o começo. Nós passamos diferentes perfis para a equipe e eles nos enviaram malinhas para que tivéssemos boa variedade de peças para os exercícios com as alunas. Foi ótimo! Ainda mais para um programa de aula como o nosso, em que partimos da relação que temos com o guarda-roupa para falar de estilo pessoal.

WSCamiJu-0979_pqna

WSCamiJu-0955_pequena2

Nosso principal objetivo com o workshop é levar as alunas a fazerem uma autoanálise para que percebam quem são, o que querem e o que precisam. O autoconhecimento nos leva a ter clareza. E com isso, começamos a enxergar nosso estilo. Ensinamos técnicas para ter essa “autovisão”. As alunas identificam qual estilo possuem e se tem mais de um – sim, é possível ter uma mistura de estilos. E aí, começamos a exercitar a coerência e a criatividade em expressar a personalidade ao se vestir. Por isso, trabalhar com peças após o lado teórico e conceitual é importante – pois ativa o aprendizado ali mesmo, na hora.

Gente, é tão legal! Sem modéstia aqui…. Bom, assim que tivermos mais informações sobre a terceira edição, venho correndo avisar aqui e nas minhas redes sociais > me sigam por lá também @camila.estilo.

Fotos: Jéssica Liar

Entrevista na EPTV

Durante muito tempo estive do outro lado do balcão e sei como uma participação na mídia tem seu valor. Por isso, além de ter ficado muito feliz, pois foi algo muito divertido de fazer (afinal adoro e ainda a equipe é maravilhosa), fico lisonjeada e orgulhosa com a matéria que participei no programa Mais Caminhos, da EPTV, afiliada da Globo em Campinas e região. Clique aqui e veja o vídeo, pois o tema é interessante: como os homens devem se vestir após os 30 anos. Tem jeito certo?